[GAMES] Cutthroat Island

Eu sou viciado em games,mas não joguei todos que existem,e eu não me considero um especialista.Mas se um dia alguém me perguntar: “Qual foi o jogo mais difícil que você jogou?“.A minha resposta será: Cutthroat Island(SNES)

Cutthroat Island(Ilha da Garganta Cortada) é um jogo de plataforma baseado em um filme de mesmo nome.O game foi publicado pela lendária Acclaim Entertainment em 1996 para Super Nintendo,Mega Drive,Game Gear e Game Boy.O game pode ser jogado single player ou em modo cooperativo de até 2 pessoas.

O filme Cutthroat Island é de 1995, do gênero ação e está, junto com Lagoa Azul, como os maiores sucessos da Sessão da Tarde, hehe.Na realidade, foi um filme que teve um dos maiores fracassos de bilheteria de todos os tempos.(T-E-N-S-O).

Na realidade eu nunca assisti.E nem tenho vontade.Só de me lembrar o que suei de sangue pra zerar o jogo já me tira todo o anseio de conferir o filme.

A história do jogo(filme) é a seguinte:(trecho traduzido diretamente do jogo)

Ano de 1688, uma era em que os piratas com sede de aventuras navegam sob uma bandeira negra com
um desenho de caveira…

No Jolly Roger, o pirata mais temido de todos,Dawg Brawn,
veio e aterrorizou o Caribe na busca para encontrar as 3 partes do mapa da estranha
Cutthorat Island.

Morgan Adams, uma excelente pirata, ganhou uma parte deste mapa de seu pai,no leito
de morte. Parece que nada pode impedir Dawg.
Mas Morgan descobriu que tem um tesouro em Cutthroat Island…
Um outro pirata, o Governador Ainslee da Jamaica, promete impedir a todos.

Agora, como dona do navio de seu pai, o Morning Star, Morgan sai em busca do famoso
tesouro sozinha!
Mas para que ela possa ir para a ilha perdida, ela deve obter as 3 partes do mapa.
Sua jornada inicia em uma cela na Jamaica, ao fugir daquele conhecido como
“O Administrador”…

Bem, uma história razoável.Não é empolgante mas não é broxante.

O jogo tem um gráfico muito agradável pra 1995,a ambientação é boa e conseguiu,com sucesso,trazer pro nosso tempo a época dos piratas, que é um dos temas que mais gosto nos videogames.Em certas etapas do game, apresenta cenários ricos em cores e paisagens agradáveis.

A jogabilidade é criativa, com diferentes movimentos e diversificados comandos de ataque, porém, as vezes difíceis de serem completados.´

No início do jogo é possível escolher entre 2 personagens: Morgan Adams e Willian Shaw.A possibilidade de jogar em cooperativo com um amigo é interessante, e dá pra se divertir (o que acho bem difícil acontecer, e não ajuda muito em questão de facilidade.).

É possível ao decorrer das fases interagir com objetos como facas,bombas,garrafas,pistolas,martelos e usá-los como armas de ataque.

Um ponto extremamente positivo neste game é a trilha sonora,com fundos sonoros  bem coerentes com a atmosfera do game.As músicas são bem trabalhadas, e as melodias são realmente caprixadas.PARABÉNS!

Me lembro jogando Cutthroat Island a uns 12 anos atrás e me lembro também da minha angústia de não conseguir sequer passar na segunda fase do game.Aquela fase que você desce de carrinho na colina desviando de pedras e daqueles gordões com um martelão na mão.Lembra?.O problema não era isso, o problema era a falta de checkpoints e poucas tentativas de completar a fase!Você morria, voltava lááááá do começo.

Sem contar esta fase, os chefes são apelões ao extremo.Já na primeira fase lembro que morria um milhão de vezes pra matar aquele maldito.

Na terceira fase eu lembro que perdia todas minhas vidas pra matar um cara e quando finalmente conseguia, aparecia um outro chefão sem checkpoint, sem recuperar vida, sem nada!

Outra coisa que eu nunca consegui fazer quando pequeno e nem consegui fazer hoje em dia  foi dar um save!!u posso ser muito burro,mas nunca consegui salvar no jogo!Só conseguir zerar hoje graças ao advento do ZSnes em  salvar pelo emulador.

As fases finais, assim como seus chefões, são super difíceis e extremamente irritantes.Os diálogos no jogo são pobríssimos e sem graça.Suar sangue o jogo inteiro para ver aquele final de merda é revoltante.

Apenas a nostalgia de ter jogado, a trilha sonora  e o sentimento de “dever cumprimido” em uma missão que durou 12 anos foram os pontos positivos na jogatina.De resto, fracasso total.

Referências e afins:

Anúncios

Publicado em 22 de fevereiro de 2012, em Games. Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. Jogos mais antigos eram mais difíceis!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: