[GERAL] A ficção científica e seus sub-gêneros

ficcao

Fala pessoal, tudo belezinha?

Todos sabem como que uma boa narrativa é importante para existir ótimos games,filmes,HQs,seriados e etc.A narrativa em geral apresenta muitos tipos diferentes, e um dos meus preferidos é a ficção.

Neste post, arriscarei dissertar um pouco sobre este tipo de narrativa, mas focando no gênero científico e correlacionando com o enredo dos games,filmes e etc.

Antes de partir propriamente para o objetivo do post, vou definir alguns termos importantes para um melhor entendimento do texto.

A narração é definida principalmente como a exposição/relato de um acontecimento, de um fato. De acordo com o conteúdo presente na narrativa, podemos ter diferentes tipos, dentre eles:

  • Ficção: Refere-se principalmente a uma narrativa imaginária, ou seja, o relato de um acontecimento ou fato de algo que não existe.
  • Não-ficção: Em contrapartida, a não-ficção é uma exposição de um acontecimento ou fato sobre a realidade. O documentário é um grande exemplo de uma narrativa não-ficcional.

A própria ciência da narrativa de um game consiste em um simulador da realidade, isto é, na ficção.Idem para os filmes.E é justamente essa ilusão da realidade que é possível criar uma imersão no enredo do game/filme/HQs.

A ficção mais comum quando lidamos com entreterimento nerd é sem dúvida a ficção científica(sci-fi).Este gênero da ficção lida direta ou indiretamente com o impacto da ciência sob a sociedade, mas não só de modo prático, e sim o chamado filosofia/fantasia da ciência.

É importante relatar que o universo sci-fi é sustentado principalmente pelos “três grandes” escritores da ficção científica: Isaac AsimovRobert A. HeinleinArthur C. Clarke, considerados, em vida, os maiores gênios deste tipo de narrativa.Isaac Asimov ficou famoso pelas histórias “Eu,Robô”,”O Homen Bicentenário” e “Fundação” enquanto que Heinlein destacou com as obras “O dia depois de amanhã” e “Tropas estelares” e Clarke com “2001: Uma Odisséia no Espaço”.

Antes de continuar,quero deixar todos cientes que a ciência por detrás deste tipo de gênero literário é muito mais complexa que aparece.As definições que foram e serão dadas neste post são muito genéricas comparadas com aquelas encontradas na filosofia da ficção científica.

A ficção científica também conseguiu promover pensamentos e idealizações de vários equipamentos e conceitos que hoje são comuns e rotineiros pra nossa realidade. Clarke contribuiu para o conceito do satélite, Julio Verne popularizou ainda mais os submarinos (sendo que na época já existiam alguns protótipos) e os dirigíveis. Teorias e conceitos empregados em Star Trek formaram importantes alicerces em pesquisas científicas futuramente. É inegável como que a imaginação deu origem ao conhecimento.

Na esfera dos games praticamente todos são ficções e muitos são do gênero científico.Fallout,Deus Ex,Assassins Creed,Bioshock assemelham-se pelo gênero da narrativa escolhido, porém, diferenciam principalmente pelo enfoque na narrativa.Desta maneira, dentro do gênero científico, existem os sub-gêneros.A partir desta motivação dissertarei mais um pouco sobre estes sub-gêneros científicos e relacionarei com as diferentes obras ficcionais que os nerds tanto apreciam.

OBS: Na internet existem muitas versões de classificação dos sub-gêneros da ficção científica.Eu estou escrevendo este artigo com base na classificação do Wikipedia.

cyberpunk

Como eu escrevi no post do Deus Ex,o cyberpunk é um sub-gênero da ficção científica no qual apresenta como principal característica o enfoque na alta tecnologia e na miséria da vida humana.O movimento cyberpunk pode ser sintetizado facilmente como um sub-gênero de futuro pessimista “high-tech/low-life”(Alta tecnologia e baixa qualidade de vida) e é  um dos gêneros mais comuns e queridos dos leitores de ficção científica.

cyberpunk começou em 1983 quando Bruce Bethke, um escritor americano, escreveu uma pequena história sobre uma gang de adolescentes hackers e a batizou de ‘CyberPunk‘.O próprio nome do movimento pode já nos dar um boa dica do que que significa: “Cyber” seria a parte referente a ciência avançada, tecnologia da informação e a cibernética e “Punk”  referente a desintegração ou mudança radical na ordem social ou simplesmente como um sinônimo para “exagero”.Melhores informações podem ser lidas no artigo escrito pelo Bruce Bethke sobre a Etimologia de “Cyberpunk”.

Capa de uma HQ de Akira simbolizando a cultura cyberpunk.

Capa de uma HQ de Akira simbolizando a cultura cyberpunk.

Akira, um longa-metragem de anime , é um dos grandes expoentes desta filosofia.Através deste filme é possível observar uma sociedade futurística em decadência com personagens marginalizados.Além disso, é notória uma forte influência de grandes corporações multinacionais sobre o destino da humanidade, tornando o governo uma mera instituição simbólica.Além de Akira, muitos animes também possuem uma influência cyberpunk, dentre eles temos: Ghost in the Shell,Desert Punk e etc.

Blade Runner, um filme clássico do gênero Cyberpunk

No âmbito de livros e novelas cyberpunk, Neuromancer ganha destaque. Este livro de ficção científica , escrito por William Gibson, é conhecido como uma das mais famosas novelas cyberpunk que já existiu e foi responsável por influenciar a criação da trilogia Matrix, umas das principais obras de ficção científica contemporânea do cinema.

Na esfera dos games, Megami Tensei,Syndicate, Final Fantasy VII, Bynary Domain e muitos outros jogos apresentam características cyberpunk. Deus Ex é um grande exemplo destes.Através deste jogo é possível observar muitas características cyberpunk, dentre elas: Refúgios subterrâneos,cidades escuras,prostituição explícita e exagerada,utilização de implantes cibernéticos(que dá origem também ao movimento biopunk) e muito armamento bélico.

Características cyberpunks no mundo dos games

Games com características cyberpunks

Mais jogos cyberpunks pode ser conferido no site da Kotaku Brasil.

Em alguns aspectos(não todos), especialistas de sub-gêneros da ficção científica dizem que o cyberpunk está morto.O motivo desta afirmação é que vivemos o cyberpunk hoje – daí o surgimento da expressão ‘nowpunk‘.Por este motivo muitos escritores desta vertente estão migrando para outros gêneros como a fantasia urbana e dark fantasy, utilizando como pretexto o fato que algumas ciências já estão se tornando desistimulantes e monótonas.

Antes de partir para os próximos sub-gêneros da ficção científica, é importante ressaltar que muitos sub-gêneros são derivados do movimento cyberpunk, e desta maneira, as vezes, acabam por se confundir.Porém, apresentam peculiaridades importantes que diferenciam um pouco da vertente “mãe” e por isso são classificados separadamente.

poscyberpunk

Assim como o cyberpunk, o sub-gênero pós-cyberpunk apresenta as mesmas características principais do seu antecessor, porém, a diferença primordial é em relação na personalidade/atitude dos protagonistas. Na filosofia pós-cyberpunk, os personagens atuam para melhorar as condições sociais e defender a união harmônica com a tecnologia.

Diferentemente do movimento cyberpunk, que geralmente o hacker é visto como um herói solitário e alienado pela tecnologia, no sub-gênero pós-cyberpunk, os personagens  possuem uma personalidade desalienada e mais envolvida com a sociedade, defendendo a tecnologia de maneira mais harmônica. Além disso, a tecnocracia ganha um enfoque principal, no qual baseia-se em uma alternativa de governar uma nação baseada na ciência, assim, em vez de diplomatas corruptos, os governantes e controladores de todas as decições seriam cientistas,engenheiros e profissionais da tecnologia.

Através do artigo “Notes toward a postcyberpunk manifesto” escrito por Lawrence Person, temos algumas definições importantes para o entendimento da cultura pós-cyberpunk.

Cyberpunk tended to be cold, detached and alienated. Postcyberpunk tends to be warm, involved, and connected.(…) Cyberpunk tended toward the grim, while postcyberpunk is frequently quite funny

Ou seja, cyberpunk é frio, sombrio e alienado, enquanto que pós-cyberpunk tende a ser quente, envolvente, conectado e até as vezes engraçado.

Cyberpunk characters frequently seek to topple or exploit corrupt social orders. Postcyberpunk characters tend to seek ways to live in, or even strengthen, an existing social order, or help construct a better one. In cyberpunk, technology facilitates alienation from society. In postcyberpunk, technology is society. Technology is what the characters breathe, eat, and live in.

Personagens da cultura cyberpunk procuram derrubar ordens sociais corruptas, enquanto o personagem pós-cyberpunk tende a procurar uma melhor forma pra se viver e ajuda a construir uma melhor ordem social. E como foi escrito anteriormente, a tecnologia aliena o personagem cyberpunk, porém, é vista como a própria sociedade na visão do homem pós-cyberpunk.

biopunk

Biopunk é outra vertente da narrativa científica derivada do cyberpunk. Neste novo subgênero, o epicentro não é mais na tecnologia da informação e sim na biologia. Agora, em vez de implantes tecnológicos, temos a figura da engenharia genética e biologia sintética, isto é, uma área da biologia que se une a engenharia para projetar e construir novas funções e sistemas biológicos.

As megacorporações poderosas ainda estão presentes, mas dessa vez utilizam a genética/biotecnologia para controle massivo social e obtenção de lucro. Estas corporações incentivam pesquisas e projetos secretos de alteração de código genético, até criação de vírus/vacinas.Através da engenharia genética, são criados seres do submundo que podem até apresentar e desenvolver habilidade psíquicas, como no caso do personagem Tetsuo da animação Akira.

Akira também apresenta influência biopunk.

Akira também apresenta caracteristicas  biopunk.

Basicamente o movimento biopunk, conta o lado obscuro da revolução biotecnológica com um plano de fundo inundado de governos totalitários e corporações que usam com exagero esta ciência para fins próprios.

steampunk

Steampunk é outra vertente narrativa muito presente no universo nerd. Assim como muitos sub-gêneros, o steampunk também foi derivado do cyberpunk, porém, trata-se de uma obra ambientada no passado, no qual todo avanço tecnológico moderno ocorreu mais cedo utilizando os recursos da época. Isto é, toda tecnologia que temos hoje, é possível existir no passado utilizando os recursos disponíveis daquela época, por exemplo: Computadores/Notebooks de madeira, aviões movido a vapor, próteses mecânicas com engrenagens e etc.

De maneira mais completa, o steampunk refere-se a uma obra anacrotecnológica retroprojetada do futuro a uma era vitoriana(1837-1901), i.e, a Era do Vapor.

steampunk2

Objetos e conceitos do universo steampunk

A presença de engrenagens e vapores é essencial pra poder sustentar todo essa tecnologia da época. Ademais, o termo “steam” de steampunk, refere-se a palavra “vapor” em inglês.Além disso, a presença de viagens em trilhos de trens e edificações sustentadas por zeppelins são comuns neste universo. É possível perceber que esta “tecnologia” baseada em engrenagens e vapores avançou patamares impossíveis e impraticáveis, por esse fato que steampunk é primariamente uma ficção.

A mesma atitude ‘punkista'(exagerada) de cyberpunk ainda persiste, porém, o steampunk é visto de maneira menos distópica do que o cyberpunk.

A origem deste movimento surgiu com as obras de Julio Verne,H.G. Wells  e Mary Shelley no século XIX. Julio Verne dispensa comentários, o cara é um grande gênio e visionário da época e conseguiu idealizar e popularizar invenções incabíveis de se pensar no tempo em que vivia. Já H.G. Wells contribuiu com a máquina do tempo baseada em engrenagens e vapores e Mary Shelley é a mãe da novela “Frankenstein”  no qual através de uma máquina com motores à vapor,aparelhos mecânicos e um pouco de fantasia surgiu o monstro que todos nós já conhecemos.

Algo muito comum de se acontecer é confundir steampunk com retrofuturismo.Na prática não pode ser estabelecida uma fronteira definida e precisa entre as duas vertentes, porém, é possível notar que, na realidade, o steampunk é apenas uma tendência do retrofuturismo. Quando eu for dissertar um pouco sobre esta vertente eu esclareço melhor esta distinção.

Este sub-gênero se tornou muito popular com  o gênio e artista Hayao Miyazaki do Studio Ghibli. Principalmente em suas animações “Laputa: Castle in the Sky” e “O Castelo Animado”, em que é possível verificar presença de navios de guerra com design steampunk, castelos voando o céu movido a vapor e engrenagens e etc.

steampunk3_2

Influência steampunk nas obras de Miyazaki.

Além destas animações, muitos outros animes também apresentam características steampunks. Dentre eles estão: Fullmetal Alchimist(que já fiz um post sobre), Steamboy, D.Gray-man,Future Boy Conan,Last Exile e etc.

Animes com características steampunks

Animes com características steampunks

O mundo dos games também é inundado de influência steampunk. Games como Bioshock Infinite,Dishonored,Machinarium e inúmeros outros possuem em sua composição o universo movido a engrenagens e vapores.

(ATUALIZAÇÃO 21/4/2013): A Kotaku fez um TOP dos melhores jogos steampunks já lançados, não deixe de conferir a lista! Clique aqui!

É importante ressaltar que, diferentemente do universo cyberpunk, o enredo das obras steampunks não necessariamente estão ligados com o universo em questão. Muitas vezes possuem um enredo próprio, mas em geral, apresentam influências noir(associado a temática policial, que retrata seus personagens principais num mundo cínico e antipático) e presença de sociedades secretas,teoria da conspiração e elementos da fantasia.

Caracterísiticas steampunks nos games

Games com caracterísiticas steampunks

Aqui no Brasil, existe o “Conselho Steampunk“, uma organização que está presente em 13 estados brasileiros e tem como objetivo divulgar,explicar,homenagear e produzir cultura steampunk.O trabalho deles é muito bom, não deixa de conferir!

retrofuturismo

Chegou a hora de definir certos pontos e esclarecer um pouco mais sobre a fronteira que existe entre o retrofuturismo e o steampunk, que as vezes acabam por se confundir.

Antes de tudo, é importante salientar que o retrofuturismo antes de fazer parte da ficção científica, era uma vertente artística pré-contemporânea, no qual baseava-se na visão das pessoas do passado de como seria o futuro.Existia assim, um choque de realidade, porque mesmo imaginando uma tecnologia futurística, estes pensadores acabavam presos nos paradigmas da sua época, criando o que podemos dizer de um “futuro retrô“.

Nos alienantes anos 50, o retrofuturismo se fortaleceu. E foi justamente nesse momento que o game Fallout se sustenta. Como eu disse no post de análise da saga Fallout, o game fundamenta-se na visão das pessoas dos anos 50 de como seria o futuro, criando temas de tensão entre o passado e o futuro.Resumidamente, o game baseia-se em uma linha paralela pós-apocalíptica da história dos Estados Unidos, onde a “Era Atômica” chegou mais cedo do que em nosso tempo, gerando uma mistura de alta tecnologia e da cultura pós-guerra dos anos 50 na américa.

Na esfera das HQ’s o que mais se aproxima ao universo retrofuturista é o universo de Watchman, por mais que tenha alguns elementos dieselpunks.

Poster retrofuturístico de Fallout: New Vegas

Poster retrofuturístico de Fallout: New Vegas

Voltando a definição que eu estava dando em relação ao retrofuturismo. É possível observar que este sub-gênero literário é dividido em duas tendências: “o futuro visto a partir do passado” e “o passado visto a partir do futuro

  • O futuro visto a partir do passado” é justamente o retrofuturismo propriamente dito, no qual estas “visões” na realidade se mostram extremamente nostálgicas e não-factuais em relação ao futuro verdadeiro, já que inevitalmente é influenciado pela realidade do presente.
  • O passado visto a partir do futuro” é justamente relacionado ao steampunk/dieselpunk, ou seja, a retroprojeção de um tecnologia do futuro em uma era do passado de uma linha alternativa do tempo, ou não.

dieselpunk

O Dieselpunk é primo do steampunk. Assim como  este era movido por vapor, o dieselpunk é movido a diesel,gasolina ou qualquer outro tipo de combustível, além do mais é conhecido como sucessor cronológico de seu primo.Os veículos movidos a esses combustíveis são capazes de chegarem aos céus e grandes e agressivas indústrias são movimentadas.Assim como o steampunk remete a Era Vitoriana, o dieselpunk é relacionado ao período histórico de 1920-1950(período entre o final da Primeira Guerra Mundial e 1950 – englobando portanto, acontecimento referentes a Segunda Guerra Mundial)

Dieselpunk também é conhecido como decopunk, referindo a Art Déco, um movimento popular internacional de design no qual mesclava vários estilos incluindo o modernismo,futurismo e cubismo.Porém, o dieselpunk interpreta e pratica a Art Déco de uma maneira mais pessimista e decadente.

O enredo do dieselpunk é mais alienante e depressivo que  do steampunk, ganhando temáticas como exploração de petróleo e estados de guerra – principalmente pelo fato do dieselpunk estar relacionado a um período histórico de guerras.

Um dos ícones da cultura dieselpunk é com certeza a HQ The Rocketeer de Dave Stevens, no qual o super-herói Rocketeer surge quando o protagonista Cliff Secord descobre um misterioso jet-pack capaz de fazê-lo voar.

The Rocketeer, uma HQ de 1928 com características dieselpunk.

The Rocketeer, uma HQ de 1928 com características dieselpunk

No universo cinematográfico, outra obra com características dieselpunk é o filme Sky Captain and the World of Tomorrow (Capitão Sky e o Mundo de Amanhã) 

Capitão Sky e o Mundo de Amanhã, um filme com características dieselpunks

Capitão Sky e o Mundo de Amanhã, um filme com características dieselpunks

Agora, no mundo dos games, um jogo que apresenta algumas características dieselpunks é Resonance of Fate, um JRPG da Tri-Ace pra PS3/x360, no qual se estabelece em um universo comandado por máquinas,engrenagens e gasolina. Porém, o game também flerta um pouco com a cultura steampunk.Mesma história com Valkyria Chronicles, que acaba flertando com esses dois sub-gêneros da ficção científica.

Resonance of Fate(PS3/X360)

Resonance of Fate (PS3/X360)

Como é possível perceber, um game em específico pode ter influência de vários sub-gêneros da ficção científica.O importante é você entender a definição de cada um deles e tirar suas próprias conclusões.

spaceopera

Space Opera é também um  sub-gênero da ficção científica,por mais que existem correntes que dizem que a Space Opera é fantasia e não ficção-científica, principalmente por violar leis da física e da ciência, como “viagens-mais-rápidas-que-a-luz”, “explosões com barulho no espaço”, alienígenas falando inglês, e outros exageros.

A Space Opera é um gênero que flerta muito com a fantasia, principalmente por envolver planetas e personagens exóticos e outras dimensões. Um ponto interessante a frisar  é que pra entender a Space Opera de maneira mais completa, é importante desassociar o tempo e o espaço da ficção com o da história da humanidade. Não necessariamente a Space Opera ocorre no futuro da humanidade, ela pode estar inteiramente atrelada com uma dimensão alternativa, vivendo um espaço/tempo completamente diferente do nosso.

Além disso, como o universo Space Opera envolve também a viagens para diferentes planetas do universo, será possível verificar a distinção de evolução tecnológica entre os diferentes planetas.Será perfeitamente normal visitar um planeta super evoluído tecnologicamente(fazendo jus a ficção científica), como também será possível conhecer planetas atrasados neste sentido, possibilitando assim diversos cenários ao longo da história.Além diso, a presença de armas de energia é frequente. As famosas armas laser e plasma são inerentes na maioria das aventuras de Space Opera.

Este sub-genêro é bem focado em aventuras românticas e cenários épicos, muito comum em Star TrekBattlestar Galactica e Starwars.

Exemplos de seriados "Space Opera"

Exemplos de seriados “Space Opera”

hardscifi

Assim como a Space Opera não leva o científico muito a sério, o “hard sci-fi“(Ficção Científica Hard), é caracterizado pela alta precisão científica. A ficção científica “hard” é constituída de um altíssimo grau de racionalidade, em detrimento do supra realismo corriqueiro de alguns sub-gêneros da ficção.

Agora, não há naves mais rápidas que a luz e o som não se propaga no vácuo. Os humanos e os alienígenas não são encarados como são pela Space Opera.Os personagens principais são cientistas,engenheiros e astronautas, porém, o desenvolvimentos dos mesmos é considerado fraco.

Hard sci-fi é considerado um gênero de difícil escrita e pouco explorado aqui no Brasil, com excessão de Calife, um jornalista,escritor e tradutor brasileiro de ficção científica.

Um dos principais escritores de hard sci-fi é Arthur C. Clarke, criador de “2001: Uma Odisséia no Espaço”

Conclusões, referências e inspirações:

Fala pessoal! Tomara que tenham gostado deste artigo que eu escrevi. Fiquei meses pesquisando, lendo e escrevendo de uma maneira mais didática para o melhor entendimento de todos.

Abaixo estão as principais inspirações que tive para este artigo, e é necessário prestigiá-los também!

Até a próxima!

Anúncios

Publicado em 13 de abril de 2013, em Geral e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. 6 Comentários.

  1. O de engrenagem seria clockpunk e não steampunk. Mas as vezes artistas misturam os dois.
    Outro existente não citado (alem dos *punk da vida) é o Sword and planet, é como um conan mas com aliens ao inves de monstros,

    • Opa! Obrigado pela contribuição.
      Eu realmente não tinha lido muito sobre “clock punk” e “Sword and Planet”. Valeu mesmo!
      Posso até fazer uma segunda parte sobre esse assunto e acrescentar mais sub-gêneros!

      Abraços!

  2. Gostei muito de sua pesquisa, e obrigado pelas informações. Um colega meu realizará um evento neste mês em Campinas, visando arrecadar alimentos para instituições beneficentes. O tema será, claro, ficção científica, e contará com a presença de alguns autores locais do gênero. Penso em propor uma discussão sobre alguns dos temas que você coloca, que tal?

    Novamente, grato pela pesquisa e parabéns!

  3. Cara, vc citou 3 grandes autores que são base da ficção cientifica, mas vc esqueceu do maior de todos que foi Jules Verne. Este era tão “antenado” na ciência produzida nos fins do século 19 e inicio do 20 que ele foi capaz de adiantar em seus livros cerca de 1 século de descobertas tecnológicas, incluindo aí a forma como o homem foi para a Lua, um foguete balístico. Foi ele capaz, pasme, de adiantar que o mal do século seria a depressão.

  4. Excelente artigo, parabéns

  1. Pingback: [GERAL] A Fantasia e seus sub-gêneros | Nerdvoador

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: